feed facebook

Pesquisa







PARCEIROS




Certificação Energética de Edifícios

Crise não afecta a RE/MAX. Rede medeia transacções no valor de 1,3 mil milhões de euros

A crise do imobiliário não afectou o desempenho da maior rede de mediação imobiliária em Portugal. Em 2007, a RE/MAX viu crescer os seus resultados em mais de 35% face ao período homólogo. A rede mediou mais de 21.700 transacções que movimentaram 1,3 mil milhões de euros. Todos os objectivos da rede para 2007 foram ultrapassados.

A RE/MAX é a segunda Melhor Empresa para Trabalhar em Portugal, segundo o recente estudo da consultora de recursos humanos Heidrick & Struggles.

A RE/MAX mediou 21.701 transacções imobiliárias em 2007 que movimentaram mais de 1,3 mil milhões de euros. Com este resultado, a maior rede de mediação imobiliária a actuar no mercado nacional superou os objectivos estabelecidos para o ano de 2007. A facturação cresceu 35,5% – mais 10,5% que o previsto – enquanto o volume total de negócios movimentado pela RE/MAX aumentou 30%, contra um acréscimo esperado de 25%.

O crescimento da RE/MAX no ano transacto foi gerado por um aumento de quase 30% no número de transacções imobiliárias mediadas pela rede. Manuel Alvarez, presidente executivo da RE/MAX Portugal, adianta: “o aumento de penetração da marca foi conseguido à custa do nosso maior concorrente, a venda directa entre particulares.” E acrescenta: “a existência de um desequilíbrio de mercado a favor da oferta torna a venda entre particulares mais difícil e demorada o que gera a necessidade de recorrer a serviços de mediação profissional.”

A notoriedade da marca RE/MAX e a profissionalização dos agentes associados são aspectos essenciais na estratégia de crescimento da marca em Portugal. Em 2007, a RE/MAX investiu em comunicação e marketing mais de 3,6 milhões de euros e deu 1.896 horas de formação que abrangeram um total de 3.339 formandos. “A preparação dos profissionais da mediação é uma área vital para o reconhecimento da actividade junto dos potenciais clientes” – sublinha o presidente executivo da rede que integra, actualmente, cerca de 3.000 agentes.

A RE/MAX quer fechar o ano de 2008 com um volume de negócio de 1,6 mil milhões de euros e mais de 31 mil transacções realizadas. O número de agências deverá este ano subir para 250.

A RE/MAX é, desde 2001 (um ano após a sua entrada no mercado nacional), a maior rede de mediação imobiliária a operar no país. Actua através do sistema de franchising e, em 2007, foi distinguida como Melhor Franchising de Serviços e Melhor Franchising no mercado pelo IIF – Instituto de Informação em Franchising.

Este ano, a RE/MAX alcançou, pelo segundo ano consecutivo, o segundo lugar no ranking das Melhores Empresas para Trabalhar em Portugal, num estudo da consultora de recursos humanos Heidrick & Struggles, e foi eleita, também pela segunda vez, Marca de Excelência.