feed facebook

Pesquisa







PARCEIROS




Certificação Energética de Edifícios

FIDUCIAL consolida liderança nacional com crescimento de 13 por cento em 2010

A FIDUCIAL, líder em Portugal nos serviços de Consultoria, Contabilidade e Apoio à Gestão, aumentou o seu volume de negócios em 13 por cento no ano de 2010, tendo fechado o ano com 5,7 milhões de euros em termos consolidados. Estes números vêm confirmar o crescimento e consolidação da rede ao longo dos últimos anos, e mostram que apesar da crise nacional as suas unidades continuam a crescer a nível local e a aumentar a sua facturação.

Segundo Ilídio Faria, director nacional da FIDUCIAL, o ano de «2010 foi um dos mais difíceis que a marca enfrentou nos seus 12 anos em Portugal, devido às profundas alterações legais e fiscais que entraram em vigor, como a introdução do Sistema de Normalização Contabilística (SNC) e do Relatório Único, bem como da mudança nas taxas de IVA e IRS».

Ilídio Faria acrescenta que «2011 não vai ser fácil», pois começou novamente com a alteração do IVA e com a introdução do Novo Código Contributivo. Mas, segundo o Director da FIDUCIAL, «são estas ameaças que nos fazem mais fortes, pois encaramos as mesmas como oportunidades, que depois se traduzem em resultados».

Em 2011 a marca prevê novamente um forte crescimento a nível do aumento do volume de negócios, pois toda a rede nacional está dotada de conhecimentos e ferramentas de gestão que possibilitam fornecer a todos os clientes informação financeira de forma oportuna e em tempo real, para que lhes seja possível tomar decisões de gestão de forma fundamentada e rápida.

Ainda em 2011 a FIDUCIAL vai apostar no segmento das empresas recém-constituidas, preparando-se para lançar um novo serviço, o FIDUCIAL Start-Up, em parceria com a empresa líder de mercado em software de gestão. Para Lurdes Laranjeira, Marketing Manager da marca, «este serviço destina-se a empresas em início de vida e tem como principal finalidade prevenir e reduzir a “mortalidade empresarial” durante os primeiros anos de vida, a qual é muito elevada». Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), cerca de 30% das empresas recém-constituidas, com um ou mais trabalhadores, morrem durante o primeiro ano de actividade, aumentando esse número para 50% no decorrer do segundo ano de actividade.

Relembre-se que a missão da FIDUCIAL é transformar o mundo dos negócios através de consultoria de gestão e desenvolvimento de líderes, contribuindo para a evolução da sociedade através do desenvolvimento das empresas.